sexta-feira, 17 de março de 2017

Ajardinando

As minhas mãos estão cheias de calos e tenho invarialvelmente um ou dois picos espetados debaixo da pele e nem as luvas novas me livram das maleitas nas mãos, mas no rosto, um sorriso do tamanho do mundo!

Descobri o verdadeiro prazer que é ver crescer algo que nós próprios semeamos.


De janeiro para cá, tenho começado a fazer sementeiras vindas de sementes biológicas. Umas verdadeiras relíquias.

Já tenho mudas de rabanetes, beterrabas, alfaces, abóboras, tomates, cebolas e espinafres.

Já semeei pepinos, pimentos e courguetes, mas ainda aguardo a germinação.


No jardim, só nestes 3 primeiros meses do ano já plantámos mais 5 árvores de fruto: uma macieira, uma pereira, um ameixoeiro, uma framboeseira, mais uma laranjeira e mais recentemente um damasqueiro.


Replantei alguns morangos dos pés do ano passado e juntei 20 pés novos. Será este um ano de morangos? :D


Voltei a dar uso às antigas garrafeiras de tijolo e já lá moram as primeiras mudas de espinafre e beterraba. Tinha falado deles aqui.


 

Vi germinar o meu primeiro jacinto! Já o queria fazer há tanto tempo.
Trouxemos um bolbo e fizemos apostas quanto à cor dele!!!
A ânsia de o ver crescer dia após dia e a ficar vistoso valeu cada dia de rega e de cuidado.


 E esta é a novidade!!! Vou fazer um canteiro multi-culturas a ver no que dá.

Não, nunca fiz nada do género... Será a aventura de aprender com os erros! Mesmo que não venha a comer grande coisa, a experiência está a dar-me grande prazer e só isso já vale todo o esforço ;)

Fica aqui retratado, em foto, o dia 1 do canteiro.

Espero, dar-vos a conhecer a evolução do projeto




quinta-feira, 9 de março de 2017

A minha experiência com leites vegetais e um leite de sésamo.

A minha experiência com leite vegetais é relativamente recente, uma vez que a única pessoa que consome leite lá em casa é a minha filha.

Desde os meus 5 anos que não bebo leite. Nunca gostei do sabor. A minha mãe acabou por desistir de mo dar naquela altura em que se achava que o leite era um excelente alimento, o tal alimento completo e com grande fonte de cálcio.

Hoje sabe-se que não é bem assim e na minha demanda da redução ao mínimo da quantidade de produtos de origem animal, resolvi adicionar parte de leite vegetal ao leite de vaca que ela ainda consome.
 
Durante um par de anos, eu, que nunca gostei de café, comecei a bebê-lo com uma espuma cremosa de leite, aromatizado com canela e passou a ser o meu pequeno almoço. No início deste ano, quando já o fazia apenas pontualmente, deixei de o fazer. 

Voltei a experimentar agora com leites vegetais e detestei. Não voltei a repetir! Mas continuo a usar leite de vaca para os bolos, panquecas e wafles.

Uma vez que os leites vegetais não tem um preço nada convidativo e já que são tão fáceis de fazer em casa, juntei o útil ao agradável e reduzo ainda uma quantidade enorme de embalagens que coloco na reciclagem todas as semanas.

Já experimentei fazer leite de aveia e de côco. Apesar de ficarem ótimos para serem usados na hora, não gostei do resultado passadas algumas horas. O de aveia já é à partida muito espesso, no dia seguinte fica ainda mais grosso e com um depósito enorme no fundo. O de côco ficou aguado e no dia seguinte tinha uma placa de gordura à superfície. Ou seja, nada prático para ser usado como uso para ela que bebe leite duas vezes por dia.

A última experiência foi com leite de sésamo e gostei muito do resultado final, tanto em consistência como em sabor. Hoje vou experimentar dar à filhota. Wish me luck!!! ;)

Ingredientes:
- 1 chávena de sésamo (100g)
- 4 chávenas de água

Preparação:
- Deixar o sésamo de molho por 8 horas no mínimo;
- Descartar a água da demolha e colocar na bimby ou num liquidificador;
- Juntar a água e centrifugar por 2 a 3 minutos;
- Filtrar a mistura com um pano de algodão fino.

Estas quantidades renderam um pouco mais de meio litro de leite, como se vê nas fotos.

O resíduos que restaram no pano, não vão ser desperdiçados. Vão ser temperados e transformados num mini-queijo vegetal de barrar! Se me der na cabeça, também os posso juntar às wafles que tenho feito com alguma regularidade.

O leite de sésamo tem mais cálcio que o de vaca e ao contrário deste, é alcalino, ajudando assim a alcalinizar o nosso organismo. Tem propriedades anti-inflamatórias e é rico Para ver estes e outros benefícios, sigam o link.

Vê também...

Related Posts with Thumbnails