sexta-feira, 14 de abril de 2017

Germinados de lentilhas e de feijão preto

Já nem sei onde é que ouvi falar pela primeira vez nos benefícios da ingestão de germinados ao invés das leguminosas em si.

A verdade é que tendo optado por fazer a maioria das minhas refeições vegetarianas, sendo a carne ou o peixe a exceção na refeição caseira semanal, em que passamos a consumir uma maior quantidade de leguminosas e de sementes do que até então. 

Como tal, tive vontade de experimentar formas diferentes de as cozinhar e se no Inverno me sabia muito bem uma feijoada de cogumelos ou uma bolonhesa de trigo serraceno ou de lentilhas, agora com os dias mais frescos e mais longos, apetece comer algo mais leve.

Os germinados têm a vantagem de poderem ser consumidos em cru e adicionados a saladas frias ou então em salteados que cá em casa fazemos muito leves de forma a alterar o mínimo à sua composição, mas com o benefício de comer uma refeição "quente".

De seguida, vou mostar algumas ideias de como consumir os germinados e como os fazer em casa de forma bem fácil e rápida sem necessidade de material especial.

Como consumir os germinados?

1º Crus, sobre uma salada crua ou para enriquecer uma sopa.

2º Simplesmente cozidos

3º Salteados com legumes ou com cogumelos;
  
Com os germinados de lentilhas, salteei com cogumelos frescos, com um toque fresco de limão (sob a forma de raspas finas)


 Com as sobras desta refeição e porque já era pouco para outra refeição para 2 pessoas, juntei milho e enriqueci com millet cozido e comi enrolado numa tortilha.



4º - "Escondidos" em almôndegas vegetarianas ou em croquetes, ou ainda em hamburgueres. Fiz em três formatos diferentes, congelei e já deram para várias refeições.




 Com os rebentos de feijão preto voltei a saltear, desta vez com couve e milho cozido.
E o resto do feijão preto e mais uma "fornada" de lentilhas, voltei aos salteados.

Como fazer os germinados?

1º Primeiro há que demolhar as lentilhas por 24h e o feijão por 48h.
A primeira tentativa com o feijão demolhei apenas 24h e ele não chegou a germinar :(

Com as lentilhas, já experimentei com lentilha normal e com lentilha biológica. 

Com a normal demorou cerca de 5 dias até despontar. Com a biológica, passadas 24 h já tinha rebentos :) Mas os tempo são meramente indicativos, porque varia muito com a temperatura ambiente.

2º Depois da demolha, descartar a água e colocar sobre um prato ou travessa conforme a quantidade e espalhar bem para que não haja sobreposições.

 3º Tapar com um prato do mesmo tamanho. Nota: Para germinar não precisam de luz solar e o prato serve apenas para manter a humidade no interior. Se estiver frio (eu fiz as primeiras experiências no Inverno), podem colocar os pratos num sítio onde apanhe um pouco de sol por dia.


4º - Salpicar com água uma vez por dia ou sempre que estejam secos até atinguirem o tamanho desejado.


 

Benefícios de um grão ou semente germinado (fonte aqui)

Um grão ou semente quando germinado está vivo e nutricionalmente tem bastantes benefícios.

 Quando um alimento é germinado:

:: São eliminados compostos inibidores de enzimas (substâncias capazes de acelerar reações como as do processo digestivo)

:: Aumenta as enzimas digestivas, melhorando a absorção dos nutrientes. As enzimas podem aumentar em até 800%

:: Reduz o ácido fítico (fator anti-nutricional) dos grãos e sementes, aumentando a disponibilidade de nutrientes como zinco, cálcio, ferro e magnésio

:: Melhora digestão, transformação e absorção de nutrientes

:: Aumenta o teor de lignanas (em 14%) – compostos fitoquímicos similares ao estrogênio, têm propriedades anticancerígenas, principalmente em relação ao câncer de mama e cólon

:: Aumenta o teor de nutrientes antioxidantes. As vitaminas e os antioxidantes podem aumentar em até 1000%

:: O alimento fica mais estável devido ao aumento da capacidade antioxidante dos grãos e sementes, prevenindo a oxidação (rancificação). Os alimentos germinados podem ser utilizados em vários tipos de preparações.

Eu nunca experimentei, mas segundo as minhas pesquisas não são apenas as leguminosas que podem ser germinadas. As sementes também podem ser germinadas.

A linhaça, o trigo serraceno e as semente de girassol ou de abóbora, por exemplo, também brotam se fizermos o mesmo processo e aí podem ser adicionadas a iogurte, sumos, saladas, frutas ou ainda em pães, massas, ...

Se entretanto experimentar, e tiver bons resultados, partilho por aqui ;) Mas para isso tenho de encontar boas sementes biológicas porque torna o processo bem mais fácil!




quarta-feira, 12 de abril de 2017

Antes / depois e as novidades da horta

É impressionante o que uns dias de sol fazem na vida lá do jardim :D

Antes
 Durante :(
Tivemos um gato que nos visitou durante 4 ou 5 noites e que arruinou grande parte das culturas...
A maior parte delas foram substituídas por mudas mais novas que estavam ainda por transplantar, mas isso atrasou o desenvovimento das que sobreviveram e que tiveram de se ajustar novamente ao solo! Agora tenho improvisado uma espécie de cobertura que coloco durante a noite para evitar as brincadeiras do gatinho...
 Depois

 Só agora me apercebo que as fotos estão horríveis (é o que faz fotografar com o sol alto), mas já lá tenho alfaces a crescer, beterrabas, cebolas roxas,   2 tomateiros e recentemente 2 pés de courgetes que ainda não sei se realmente se fixaram. A ver vamos nos próximos dias...

 Antes
Depois
Os espinafres estão altos e com folha grandes e os rabanetes estão prontos a consumir. As beterrabas estão a desenvolver bem, mas dá para perceber que será muito mais demorado.
 
 Antes
 Depois
A framboeseira está a dar o ar da sua graça e os morangueiros e rabanetes que estão no vaso estão a adorar o espaço, apesar de ser bem pequeno ;) Só para verem que é preciso pouco espaço para se plantar! Tenho cerca de uma dezena de rabanetes a crescer a olhos vistos diariamente a dividir o espaço com 2 pés de morangos.

E por cá, continuamos a comer rabanetes. Estão enormes!!! 
Os espinafres também já se provaram, mas ainda não estão no ponto de serem colhidos.



As folhas dos rabanetes são ligeiramente apimentadas e, tal como os próprios rabanetes, são ótimas para serem comidas em cru ou levemente salteadas. Como são 100% biológicos, desde a semente, estou com pouca vontade de os transformar com cozinhados complexos e gosto mesmo de os saborear da forma mais natural.

Apesar disso, estou com vontade de experimentar assados no forno, como tenho feito tantas vezes cá em casa. Mostrei como faço, aqui.



E já provámos os primeiros morangos. Daqui a alguns dias já devem de estar maiores e mais doces.
O sabor e aroma destes é tão bom! A mim faz-me lembrar a minha infância e os morangos que roubávamos à minha avó :)


As cebolas e as beterrabas estão ainda muito atrasadas e só agora começam a dar ar da sua graça. 

Para alegrar o jardim, tenho visto dezenas de abelhas, o que para mim é uma alegria já que têm andado desaparecidas. Vêm atraídas pelo aroma das flores de laranjeira e da tangerineira que este ano estão carregadinhas de flor!

A cerejeira está verdadeiramente maravilhosa. Carregada de flores! Não resisto a partilhar a vista do meu baloiço. Sim, é meu! Uso-o tanto quanto a minha filha... hihihih
Sabem aquela sensação de dar balanço ao máximo e depois levantarem os pés e olharem para o céu.??? Pois, é esta a vista que tenho:

 

 

quarta-feira, 5 de abril de 2017

A primeira colheita: rabanetes

A primeira colheita que fizemos aconteceu esta semana e foram rabanetes.

Os rabanetes crescem rapidamente e exigem cuidados mínimos. Os meus vieram de sementes biológicas e levaram cerca de 2 meses até atingirem o tamanho ideal. Experimentei plantar alguns em sementeiras que resguardava do frio das noites de Janeiro dentro de casa e outros no seu lugar definitivo. As sementeiras conseguiram desenvolver-se mais rapidamente, mesmo depois de terem sido transplantadas para o seu local definitivo.

Se acham que é preciso ter uma grande horta ou muito espaço, desenganem-se. Estes podem plantar-se em vasos ou mesmo em garrafas de plástico. Basta uma dose de boa-vontade, um local que apanhe sol durante 5 ou mais horas diárias e em 30 a 45 dias temos rabanetes prontos a consumir! (Os meus demoraram mais porque foram plantados em Janeiro debaixo de temperaturas muito baixas).

Os meus, não tendo quaisquer produtos químicos, foram consumidos na íntegra. Descobri que as folhas também são comestíveis (e bem saborosas, diga-se) e foram para a minha omolete ;)


Vê também...

Related Posts with Thumbnails