segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Olá 2017!

É deste "novo" cantinho ensolarado que vos escrevo! É aqui que tenho bebido o meu café com leite todas as manhãs com vista previligiada sobre o jardim.

O sol e a luz que inunda a sala e que se prolonga durante toda a tarde são compensatórios.Valeram os dias de pó e o dinheiro investido numas pequenas obras que tornaram os nossos dias mais agradáveis e prazerosos.
2016 foi um ano em que estive muito ausente do blog porque achei que não tinha nada de muito consistente para partilhar. Partilhei pouco no ano em que mais coisas tinha para partilhar, para escrever, para dizer... Tenho dezenas de posts em rascunho que não chegaram a sair de lá porque não tinha a foto certa ou  porque não tinha as ideias tão fundamentadas como achava que poderiam estar.
Hoje li aqui uma frase que de facto, diz muito do que sinto hoje: Mais vale feito do que perfeito!

Daqui em diante, não me levarei tão a sério e partilharei o que me apetecer, ainda que não faça sentido para quem me lê. Afinal este blog sempre foi um "diário" de coisas que me apetece partilhar, uma parte de mim que poucos conhecem.

O ano de 2016 foi, para mim, um ano introspectivo, de estudo, de análise e tenho para mim que 2017 será um ano de ação, de implementar uma série de coisas que tenho em mente e que tenho vindo a aprimorar na minha mente.

2016 foi o ano da Netflix. Foi um ano de pouco cinema, de menos séries, de mais livros, de muitos, muitos, muitos documentários e consequentemente de muita reflexão e de necessidade de mudar... de mudar para melhor.

2016 foi um ano de minimalismo. Foi um ano dedicado a reduzir a quantidade de coisas que tinha/tenho (ainda). Foi um ano de destralhar, de simplificar, de "despossuir". Foi um ano dedicado a ter menos e de viver mais, apreciar mais.

Gaveta a gaveta, prateleira a prateleira, fui separando em grupos: Preciso? Gosto? Dá para vender? Dá para trocar? Posso doar? Posso reutilizar? Reciclar?

Este ano, fiz amigos. Convivi mais com gente diferente de mim que me fez ver a vida de outra forma. Fiz também amigos com os quais descobri que tinha muitas coisas em comum e que não fazia ideia.

2016 foi o ano em que me comecei timidamente a dedicar às plantas e à jardinagem.

2016 foi o ano em que comecei a modificar a minha alimentação. Foi o ano em que mais me dediquei ao exercício físico. Foi o ano que mais refleti sobre a necessidade de ter a minha mente mais sã e sobre a necessidade de ser mais egoísta e de exigir mais tempo para mim. Só para mim, porque preciso dele como de ar para respirar!


A vós que continuais por aí, um 2017 bem colorido e cheio de luz!

1 comentário:

Lulu walkingonsunshine disse...

Bom dia Sara :)
Revejo me nos teu post !
Sei que 2016 foi um ano de grandes mudanças para ti, mas como vez tudo se resolve .Se aconteceu foi para chegares até aqui, onde estás neste momento .
Volta mais vezes com o que te apetecer, eu também muitas vezes sinto me assim, acho que não há nada de significativo para postar.
Depois ando para trás no meu diário pessoal e orgulho me tanto do meu percurso e isso já vale muito por isso .
Desejo realmente que consigas concretizar a tudo a que te propuseste este ano, com muita saúde,paz e amor .
Grande bj
Lulu

Vê também...

Related Posts with Thumbnails