quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

52/52

E com esta última foto do ano me despeço do desafio "a peek once a week"! 

Durante um ano inteiro tirei uma foto por semana à minha bailarina. O que cresceu ela! O que cresci eu também com as voltas que a vida deu e continua a dar.

2015 foi um ano bom, muito bom! Os pormenores menos bons fizeram-me ver as coisas mais importantes da minha vida. Fizeram-me valorizar ainda mais o que de mais importante tenho que é a minha família. E 2016 começa já com mudanças boas!  Há lá coisa melhor?!

A todos os resistentes que por cá continuam a vir, mesmo quando a escrita tem sido imensamente escassa, um beijinho muito especial e um ano de 2016 cheio de brilho!!!

A peek once a week 2015




51/52


Olha! Não é que estão todas deitadas para o lado errado! Só a bailarina é que está certa :D

A peek once a week


50/52

Na caminha "nova". 
Depois com tempo, mostro a recuperação que fizemos da cama de menina crescida
 que idealizamos e concretizamos para o quartinho dela.

A peek once a week

49/52

A peek once a week

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

48/52

A peek once a week

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

47/52

A peek once a week

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

46/52

A peek once a week

terça-feira, 24 de novembro de 2015

45/52


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

44/52

A peek once a week

43/52

A peek once a week

42/52

A peek once a week

domingo, 18 de outubro de 2015

41/52

A primeira aula de ballet da minha bailarina.

A peek once a week

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

40/52


quinta-feira, 15 de outubro de 2015

39/52

Depois de umas semanas sem cá vir, regresso com a rubrica de uma foto por semana. É engraçado ver que muitas coisas aconteceram este ano. Mudamos de cidade e de casa, regressamos à casa melhor e agora já a chegar ao final do ano, nova mudança acontece nas nossas vidas!


Esta teria de ser a foto escolhida e que representa bem a semana de 21 de Setembro: a primeira semana que esteve sem o pai... Tenho a certeza que foi a semana mais difícil da vida dela seguida das seguintes até hoje. O pai foi trabalhar para longe e temos de sobreviver uma semana inteira sem o ver, sem o abraçar, sem o sentir perto de nós.

Tem sido semanas difíceis, de adaptação. Ela, que nunca esteve longe dele mais do que um par de horas, chora agarrada ao telemóvel e ao computador. Abraça e beija o ecrã tentando sentir o abraço quente do pai, mas não é a mesma coisa... Acorda vezes sem conta todas as noites [logo ela que sempre dormiu tão bem] perguntando se ele já chegou. Chora, soluça sem parar e exige que ele venha já, agora!!! Na primeira semana não comeu. Uma recusa quase absoluta.

O cansaço físico e emocional é muito e pesa-me nos ombros, mas sei que vai melhorar...
Nestes dias sinto que estreitei muito a minha relação com ela que sempre foi mais apegada ao pai do que a mim e custa-me ver os dois a sofrer cada um numa ponta do país.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

37/52 e 38/52



terça-feira, 22 de setembro de 2015

35/52 e 36/52



Era uma vez um roupeiro...

Quem quer um antes / depois daqueles que envolvem bricolices e aproveitamento de móveis antigos?

Para não dizerem que não sou vossa amiga, cá vai o antes do futuro roupeiro para a bailarina!
Este roupeiro tem história familar. Foi o roupeiro que esteve no meu quarto e no quarto da minha irmã que entretanto foi desmontado e assim ficou esquecido numa arrecadação durante vários anos.

Quando o medi, imaginei que seria do tamanho certo para o espaço que teria disponível no quartinho dela.

O roupeiro que existe no quartinho dela é lindo, antigo e perfeito para roupinhas de bebé, mas já não está a revelar-se suficiente para as necessidades da pequena que de bebé começa a ter cada vez menos.

O roupeiro pequenino que vos mostrei aqui entanto montava o quartinho da bebé antes dela nascer, não terá ainda o seu fim. Já tenho em mente um local onde terá uma nova utilidade, mas uma coisa de cada vez! 

Agora resta-me pegar no rolo e no pincel e dar corda às maozinhas para que este fique de acordo com o que pretendo.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

O Sonic

Olhem quem veio cá a casa fazer-nos uma visita?

Estes dias, distraímo-nos com as horas e deixámos os cães soltos até mais tarde. Não haveria problema nenhum não fosse o facto do Sonic (falei dele aqui) ter resolvido sair mais cedo da sua toca para encher a barriguinha para preparar a sua hibernação nos tempos mais frios!

Quando os cães recolheram para casa deles, quem é que encontraram quem lá dentro?! O Sonic, pois claro que terá sido atraído pela comida dos cães! 

O engraçado é que os cães não reagiram de forma violenta conforme receávamos que pudesse acontecer... O Coffee limitou-se a lá ir cheirá-lo e foi deitar-se. A Flea preferiu vir ter connosco, mesmo depois de sabê-lo lá dentro.

É engraçado que só pelo cheiro eles se conhecem tão bem!
Eles nunca partilharam fisicamente o mesmo espaço ao mesmo tempo, mas percebe-se perfeitamente que já se conheciam muito antes deste pequeno encontro imediato.

E assim aproveitamos para o trazer para casa para que acabasse o snack (de comida de cão) antes de voltar para as suas minhocas e lesmas do jardim.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O primeiro dia de aulas

 Hoje foi o primeiro dia de aulas da bailarina no pré-escolar. Esteve alegre e descontraída. O tempo é que podia ter ajudado um bocadinho já que começou chuvoso e já bem frio. Nada que lhe tivesse tirado a energia contagiante de voltar para a escola. 

Apesar de gostar muito da escola nova, continua a dizer que tem muitas saudades das professoras I. e A. da creche! Ela e nós!!! Mas a escola nova é excelente e tenho a certeza que vai lá ser muito feliz.

Sacos a vácuo

Sei que vou tarde, mas descobri os sacos a vácuo para a roupa.

Alguém que me segure que eu faço encolher tudo o que é roupa lá de casa :D
Até fiquei com pena de estar a chegar o tempo mais frio, mas nem isso me demoveu a ensacar todos os edredões de Inverno a um mês de os ter de sacar cá para fora outra vez.

Inverno, demora, amigo! Não tenho saudades tuas...

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Mais um pedacinho da lavandaria

A lavandaria continua em pequenas remodelações.

Desta vez o upgrade foi para o espaço dos cestos da roupa.
Sinceramente não dou fã dos vinis, mas o marido insistiu e eu acabei por gostar muito do toque de modernidade que trouxe ao espaço.



A prateleira de madeira esperou um ano inteiro para ter o seu fim, mas acho que descobri o local certo para ela!


A preteleira comprei-a já com algumas marcas da idade em conjunto com estas cadeiras.
Cá está ela depois de lixada, prontinha para o início das pinturas.

 Foi ainda necessário a aplicação de uma massa para tapar alguns defeitos e tapar algumas frinchas, para o acabamento ser perfeito.


 E pormenor a pormenor, as coisas vão ficando ao meu gosto e principalmente com espaços definidos para cada tarefa.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Quinoa

Nunca tinha comido quinoa. Provei estes dias...

Não dava nada por aquilo. Sinceramente pensei que fosse daqueles superalimentos que toda a gente fala e que diz que faz bem, mas que não sabe a nada e o pessoal engole porque é saudável e diz que faz maravilhas a isto e aquilo.

Fiquei super fã! Adoro aquilo.

Não inovei em nada, lavei (porque diz que tem mesmo que ser) e cozi com caldo de legumes. Delicioso! Euzinha, que gosto muito de arroz, trocava-o num piscar de olhos, não fosse o preço tão puxadote.


Agora fiquei com vontade de o incluir mais vezes nas refeições e gostava de saber como o cozinhar.
 Já incluem a quinoa na vossa dieta? Como é que a cozinham? Quero receitinhas das boas, please :)

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O aquário

Há muito que queria resgatar o meu aquário e qual melhor a melhor altura para o fazer? Assim que soube que este ano não teria de viver na outra extremidade do país!Yeah!!!


Estar por casa, significa ficar mais uns tempos com o Sonic [falei dele aqui], mas não muito porque em breve vai hibernar; significa aproveitar o resto do Verão com muita brincadeira com o Coffee e a Flea e também significa que podemos dar-nos ao luxo de ter connosco mais uns amiguinhos! Conheçam a gordinha (Cá para mim tem é muitos filhotes na barriguinha) e o Michael Jackson! O macho Platy, ainda sem nome, coitado, não estava a sentir-se fotogénico e não se pôs a jeito para a foto.


 A mais pequena ficou maravilhada e passa muito tempo em frente ao aquário assim...

 Eu fiquei satisfeita com o improviso que fiz para servir de móvel para o aquário. 
Duas caixas de vinho de madeira e uma tábua que já existiam neste espaço [já vos tinha mostrado aqui], além de servirem de pousio para o aquário, serviram para guardar a minha coleção de revistas que acabaram por trazer alguma cor (e arrumação) a este ambiente.





domingo, 13 de setembro de 2015

34/52


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

33/52


quarta-feira, 9 de setembro de 2015

O meu livreiro / cristaleira

Este móvel tão versátil quanto antigo estava em lista de espera para ser recuperado há uns bons 10 anos nas minhas mãos. Não sei como é que aguentei tanto tempo sem lhe tocar, mas ainda bem que o fiz, porque por inexperiência minha poderia não ter corrido muito bem...


 Antes das minhas mãos morou na minha casa antes desta ser minha. A antiga proprietária contou-me que pertencera ao seu pai e que por valor sentimental foi sempre muito estimado. Feitas as contas por alto, concluímos que o conjunto dos móveis teriam certamente mais de 100 anos  (e entretanto já se passaram mais 10...).




O processo foi lento e meticuloso. No início só para o desmontar foi o deus me livre. O móvel é todo de madeira e este com o tempo incha e adapta-se. Com uma ajuda de alguém da área, a custo, lá foi desmontado, mas o problema mais grave é que uma das pernas estava partida. Foi aí que recebemos as dicas fundamentais para tratarmos dele e de outras fendas e imperfeições. Um parafuso no pé e uma massa própria foram aplicadas e a primeira parte da tarefa deu-se por terminada. Foi mais ou menos assim que deixámos o móvel quando fomos viver para o Algarve.


 Só este verão é que começamos a lixar, a emassar e a lixar novamente para finalmente começarmos a pintar.


 Estes móveis são do estilo Queen Anne, um estilo muito popular no começo do século XVIII, nomeados em homenagem à rainha da Inglaterra. São características deste estilo os pés curvados e as formas curvilíneas. Um estilo muito feminino que me cativou... cativou tanto que, entretanto já cá mora mais um Queen Anne que ainda agora comecei a restaurar e mal posso esperar para ver o resultado ;)

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Azul? Verde água? Cinzento esverdeado?

Hoje a tarde foi assim... Misturar, acrescentar, retificar, misturar... Será que acertei no tom que tinha em mente?!
Só quando estiver pintado é que vou saber... ui que medo!

sábado, 22 de agosto de 2015

Legumes assados

Não há nada mais fácil e mais delicioso que um bom assado de legumes. Meu Deus, o que andava eu a perder!

Nestas férias há dias que me dedico exclusivamente às bricolices e outros em que não saio todo o dia da cozinha!!! Para mim estar de férias é também ter o prazer de ser eu a fazer os meus próprios iogurtes, o meu próprio pão, um bolinho para acompanhar o chá, uma compota com fruta de verdade, um sumo natural de fruta para o lanche ou um gelado para a sobremesa. 

Já andava há imenso tempo a arranjar coragem para fazer um assado vegetariano e uma boa dose de abóbora caseira foi o mote para o experimento. Pois não podia ter sido melhor descoberta. Adorei!

Resolvi experimentar vários legumes para ver o que resultava bem e o que resultava menos bem, por isso abri o frigorífico e coloquei lá tudo o que havia:



- 2 fatias de abóbora cortados aos cubos;
- 1 pimento verde;
-  1/2 curgete;
- 2 mãos cheias de feijão verde;
- 1 tomate;
- 1 pepino;
- 1 batata com pele;
- 1 maçã
- salsa

Fiz um pouco a medo, com receio que os tempos de cozedura fossem diferentes de legume para legume. Uns ficaram mais crocantes que outros e acho que até isso foi uma mais-valia. O feijão verde que era o que eu mais receio tinha de se estragar, ficou muito saboroso e estaladiço.

Para a próxima coloco um tabuleiro bem mais recheado, já que durante a cozedura eles reduzem bastante.

Embora não tenha nenhuma ciência, vou explicar como fiz.

Coloquei os legumes na travessa, temperei com sal e um fio de azeite.

Não coloquei alho, mas se quiserem podem colocá-lo mas com a casca e se acrescentarem beringela devem tirar a casca já que fica dura e elástica depois de assada.

Bons cozinhados!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Queques

Um lanche de amiguinhos dela foi a desculpa para ir para a cozinha.
E tive direito a umas mãos pequeninas a ajudar a decorar os queques!







quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Vê também...

Related Posts with Thumbnails