terça-feira, 19 de agosto de 2014

O bicho e as coisas da vida...

      Por vezes, quando menos esperamos a vida troca-nos as voltas e ficamos durante alguns minutos sem saber bem o que pensar e a imaginar como será o futuro daí em diante.

      O que é meu, a mim virá e não há nada que faça mudar o rumo que já está traçado... Há que tomar as decisões que têm mesmo de ser tomadas e acreditar que conseguirei trazer a mim o melhor da situação que daí advirá.

     Enquanto as ideias assentam aos poucos na minha cabeça, aproveito para começar a dar por terminados alguns pequenos projetos. Nada como fazer o que nos sentimos bem a fazer para apaziguar a mente que corre veloz e me fazer acreditar que as mudanças na vida são necessárias e bem-vindas!

      Mas vamos ao bicho!

    O bicho já existe desde a minha infância. Era do meu pai e sempre foi ostracizado por todos! Nunca foi verdadeiramente amado a não ser por ele que o exibia pendurado no escritório.

      Alguém o entalhou à mão, com paciência e brio, com toda a atenção aos pormenores, mas assim mesmo nunca lhe foi dado o devido valor. Acho que os olhos de madrepérola lhe dão o ar sinistro que afugenta o mais sensível...

    Encontrei-o, sem contar, no meio das tralhas do meu pai durante uma das minhas famosas excursões à caça do tesouro que tanto gosto de fazer e logo o quis trazer comigo sem ter verdadeiros planos para ele...

      Acabou por ter lugar cativo na zona exterior que andamos a remodelar.







      Este era o aspeto da parede antes da reformulação.
     Para esconder o quadro elétrico, o marido fez o móvel que ainda está inacabado. Estou indecisa sobre o acabamento. Não sei se pinte ou se lhe dê alguma textura. Para já gosto dele assim. Talvez lhe dê uma camada de verniz incolor e fique assim mesmo da cor da madeira!

 


domingo, 17 de agosto de 2014

Tirar a barriga de misérias...

Senti-me a "tirar a barriga de misérias" quando o S. Pedro nos resolveu brindar com dois dias seguidos de sol!!! Que saudades tinha de sentir o sol na pele e o vento na cara sem sentir o inevitável e mais que temido frio...

O calor faz-me sentir vontade de aproveitar cada minutinho de luz e prolongar o final da tarde até não poder mais... 


Hoje consegui acompanhá-la nas corridas e partilhei com ele a alegria de a ver tão alegre e livre...

Hoje consegui ir ao mar e pensar que afinal deveria ter levado o bikini já que a água estava suficientemente agradável para a acompanhar nos "mergulhos". 

Hoje consegui molhar a roupa toda e ter de esperar que secasse para não sair da praia a pingar...

Hoje consegui usufruir da minha espreguiçadeira "nova" no jardim e li um pouquinho para tirar a barriga de misérias das leituras que tenho em atraso.


Hoje consegui comer a tal francesinha que já não comia há meses... e também não me fiz de rogada e comi o belo do crepe de caramelo e amêndoa com gelado. 

Tirei a barriga de misérias, a barriga é que aposto que vai ficar uma miséria :O
 
 





sábado, 2 de agosto de 2014

Decorar com animais: sim ou não?

       A resposta (pelo que tenho vindo a aperceber-me pelas conversas que tenho tido sobre o assunto) é de extremos... Ou se ama ou se odeia!

       Para mim a ideia tem vindo a amadurecer há uns meses. Estranha-se e depois entranha-se...

      O marido não gostou à partida da ideia, mas depois de encontrado o local certo para o "bicho", lá cedeu e acabou por gostar do resultado depois de colocado na parede :)


sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Dão-nos por um lado, tiram-nos pelo outro...

Depois de algumas semanas sem a máquina de lavar, eis que (finalmente) está prontinha a ser usada!!!! 

Yeahhhhh!!!! 

Ó, espera... parece que chove lá fora!!!! :(

Ainda bem que estamos em Agosto.

 




Vê também...

Related Posts with Thumbnails