quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Sonho de adolescência cumprido :)

Todos nós temos um grupo de musica preferido, um cantor que achámos fantástico, um actor que achámos lindo de morrer! Mas isso na adolecência é mil vezes potenciado e nessa altura daríamos tudo por conseguir ver um concerto deles, por conseguir um autógrafo ou mesmo para os ver ao vivo nem que fosse bem ao longe!!!

Este ano, muitos anos depois da maluqueira e da histeria, consegui finalmente ver o concerto dos Take That, o meu grupo preferido da adolescência.
Muitos de vocês já nem se lembram deles, já não estão na berra como há mais de uma década atrás, mas ainda andam por aí e ainda vão temdo muito sucesso. Embora de mansinho, tenho estado minimamente a par da carreira deles, principalmente do Robbie Wiliams. Esse sim, teve muita projeção!

O maridinho, este ano para prenda de aniversário montou-me uma grande surpresa :D
Às escondidas comprou passagens de avião para Munique e 2 bilhetes para o último concerto da Tournée Progress Live 2011, para me oferecer no aniversário. É escusado dizer que mesmo depois de tanto tempo, foi o ponto alto lá pelos lados da Bavária ;) É de referir que o tempo fez muito bem a estes meninos :P
O próprio concerto foi relizado num estádio maravilhoso, que por si só merece uma visita, o Olympiastadion, construído em 1972.

O Olympiapark nesses dia recebia, além da multidão que o concerto trouxe, vários mihares de visitantes do Sommerfest. As barraquinhas de comes e bebes, a feira popular, as atuações da Red Bull e as várias animações para miúdos e graúdos tornaram a tarde e noite depois do concerto bem animada!
Não imaginam a graça que achei a isto! :) Depois de uma horita já conseguia fazer pequenos trajetos...
 

O Olympiatourm é o ponto mais alto da cidade (291m de altura) e lá em cima há um restaurante com uma vista maravilhosa e que gira em torno de si mesmo para dar ao cliente a oportunidade de ver as vistas a 360º.
 



Durante o concerto, concluí que mesmo tendo passado estes anos todos, ainda sabia todas as letras de cor. O melhor de tudo, foi que, todos os hits foram cantados, mesmo aqueles que datam de há quase 20 anos atrás e que são tão mauzinhos que nem eles Take That se orgulham... Fizeram uma paródia de ir às lágrimas quando cantarolaram algumas delas. Adorei!!!!


No entanto, o meu momento preferido, foi a entrada do Robbie!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Mais do mesmo!

Este é mais um dos critérios ridículos, com que nos presenteiam as escolas que pretendem contratar professores.
Não sei se ria, se chore...

Acho que devo mesmo alertar que os professores estão à partida numa lista nacional graduada, conforme a nota final de curso acrescentado dos anos de tempo de serviço. LÁ, não há empates.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Viva a cunha!

Como é que querem que o nosso país cresça se são os que estão lá no topo a dar exemplos destes?!

Hoje, para milhares de professores contratatos, vive-se mais um dia de espera... Mais um dia em casa em frente do computador a fazer refresh na página onde sairão novas contratações. [Pelo menos é o que consta, porque certezas ninguém as tem e não há sequer um pequeno aviso que nos indique datas para nada!!! É sinal do respeito que nos têm...]

Mas não é disso que venho falar....
Ao entrar no link de Contratações de Escola (portal onde constam o tipo de contratos mais precários), pode ver-se a mais pura das vergonhas que assola o concurso dos professores de há uns anos para cá desde que deram autonomia às escolas.

Mesmo para quem não está dentro do assunto percebe que o lugar que "oferecem" já está destinado, só falta mesmo colocarem o nome do professor que querem!!!!* Atentem na imagem, onde constam os critérios de seleção para o candidato.


E depois ouve-se que existem professores com dezenas de anos de serviço que ficaram por colocar!!! Pudera, quando não há qualquer tipo de regra para a seleção, a não ser a cunha, sabe-se que injustiças destas existem por todo o lado...

E já não falo no facto de haver escolas que renovam os contratos a quem bem querem e a outros não. A uma colega minha, neste último ano não renovaram contrato, porque alegadamente não poderá dar continuidade ao trabalho porque está de licença de maternidade!!!!* Como?! E os direitos adquiridos deixam por acaso de existir???? 

Inacreditável! Este país cada vez mais me entristece...

Desculpem o desabafo.

*Ambas as histórias são verídicas e foram retratadas pela comunicação social...

sábado, 17 de setembro de 2011

Eterna criança...

Adoro animais e como tal gosto muito de ir ao zoo.

As fotos escolhidas retratam bem o sucesso de um Zoológico extremamente bem sucedido! Prima pela qualidade nos habitats recriados, na qualidade da alimentação e dos tratadores e como é que isso se nota tanto, perguntam vocês?

Pela quantidade de crias que existem por todo o lado! =)

As fotos escolhidas são de mães com as suas crias!!!









Conseguem identificar a cria com o bracito no ar? Uma doçura :)

Daqui em diante já não há crias, mas não pude deixar de as colocar também! Digam lá se não são lindos? ;)

Fiquei impressionada com o tamanho dos lobos!!!! São enormes!


Fotos tiradas no Zoo de Munique.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Desaparecida em combate

Ando sem vontade de escrever, e desaparecida aqui do estaminé, mas não de todo este mundo fantástico que é a blogosfera... Continuo a visitar-vos como sempre e com muita vontade de vos ler. :)

Ando numa fase da minha vida em que me apetece mais "fazer" do que pensar/ refletir e isso tem-me atrasado na hora de passar estas coisas para a escrita. 

Tenho vontade de aproveitar cada dia, cada momento como quem vive pela primeira vez e tem-me sabido bem este distanciamento.

Pode ser que com a mudança de hábitos e rotinas, (Não se pode ficar infinitamente de férias, não é?) quem sabe a escrita venha novamente a pesar nos meus interesses...

Obrigada a quem continua a passar por cá, mesmo quando há já 3 camadas de pó entre cada post!

Beijinhos :)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Dachau, Campo de Concentração

Preparados para a aula de História? Se não, vejam apenas as imagens que vale a pena :P

Dachau foi uma das visitas que fiz questão de fazer quando estive em Munique. Este foi o primeiro campo de concentração nazista, construído 6 meses depois de Hitler estar no poder e foi em tudo diferente de tantos outros que se seguiram.
Inicialmente  foi o primeiro campo de concentração para prisioneiros políticos, mas com o passar do tempo foi encarcerando além dos adversários políticos do regime nazista, os Testemunhas de Jeová, os ciganos, os homossexuais, aqueles considerados “anti-sociais” (leia-se doentes psiquiatricos), além dos criminosos (estes criminosos eram maioritariamente pessoas desempregadas que para sobreviverem pediam na rua) e claro, os judeus.
(Ao contrário do que eu pensava, estes últimos inicialmente eram muito poucos...)



 Este campo de concentração foi tão diferente dos outros porque foi tido como modelo dos que se criaram de seguida. Assim sendo lá existiu de tudo um pouco, desde trabalho esforçado, morte pelas câmaras de gás e cremação de corpos, experimentos médicos, centro de treinamento para os guardas de campos de concentração das SS e fabrico massivo de armas e produção de artigos bélicos para a segunda guerra mundial. 

A organização e rotina deste campo tornaram-se modelo para os demais. Tudo o que se fazia era retratado com fotos e filmes e muitos desses materiais estão ainda disponíveis no museu.
Documentos dos prisioneiros. Todos os títulos de propriedade eram desapropriados e os prisioneiros deixavam de ter quaisquer direitos, mesmo os mais básicos.
Os prisioneiros eram "catalogados" por números e com triângulos de cores diferentes conforme o tipo de prisioneiro que se tratasse. Lembro-me que os homossexuais eram os cor-de-rosa.
 
Tudo isto foi documentado e tomado como exemplo para os próximos campo de concentração que se "especializaram" em determinada função. Auschwitz, na Polónia, ficou conhecido por ser um campo de extermínio em massa, nas câmaras de gás.

Foram os prisioneiros que contruiram todas as instalações desde as barracas, à enfermaria (onde se faziam os experimentos médicos, porque para os tratar não seria com toda a certeza), o crematório, as câmaras de gás,  a cozinha, a lavanderia, os chuveiros, as oficinas e um bloco-prisão.
As barracas onde viviam os prisioneiros
 
A casa do crematório e da lavandaria
Os crematórios novos
As câmaras de gás. Na foto já não existem, mas naquela altura havia chuveiros falsos para que os prisioneiros não se recusassem a entrar.
Toda a área estava rodeada por uma cerca eletrificada de arame farpado, uma trincheira e um muro com sete torres de guarda.
Em Dachau, como em outros campos nazistas, os médicos alemães realizavam “experiências médicas” nos prisioneiros, tais como testes de alta altitude usando câmaras de descompressão, experimentos com malária e a tuberculose, hipotermia, e testes experimentais para novos remédios que servissem aos alemães. Os prisioneiros também eram forçados a serem cobaias em testes de métodos de dessalinização da água e de estancamento de perda de sangue excessivo. Centenas de prisioneiros morreram ou ficaram permanentemente incapacitados como resultado destas "experiências". No museu pode ver-se imagens dos prisioneiros a serem sujeitos a estes experimentos. 
Esta parte foi a que mais me custou ver de toda a visita e sinceramente não é para qualquer pessoa...
É dificil pisar o mesmo piso onde coisas tão horríveis aconteceram há tão pouco tempo atrás!
Sobre questões práticas sobre esta visita, para desanuviar...

Dachau fica a 15 km aproximadamente do centro de Munique e pode ser visitado de comboio, basta que se adquira o bilhete XXL que custa 12,80€ e dá para o máximo de 5 pessoas e dá ainda para o autocarro que nos deixa mesmo à portinha. (O bilhete individual fica bem mais caro).

Entrada para Dachau

À entrada podem optar por pedir os audio-guias, o que aconselho vivamente, pois fica barato (3€, salvo erro) e podem fazer a visita ao vosso ritmo, visitando tudo sem se esquecerem de nada. Além disso, podem ouvir relatos reais de sobreviventes que falam sobre as condições de vida na altura.
Não deixem de perguntar a que horas passa o filme no museu, que tem horas pré-definidas.
Para relaxar um pouco depois da visita, podem almoçar no restaurante que é muito agradável e com umas excelentes vistas.




Vê também...

Related Posts with Thumbnails